Campanha online do SOS Mater ajuda comunidades carentes durante a pandemia

Por meio de uma vaquinha virtual, os recursos arrecadados foram destinados à compra de cestas básicas e de produtos de higiene; nova ação deve ocorrer em julho

O SOS Mater, o Serviço de Orientação Social do Colégio Mater Amabilis, desenvolve atividades que permitem aos alunos exercerem a cidadania nas frentes ambiental, sociocultural e de voluntariado. Em abril, durante a pandemia do novo coronavírus, foi realizada a primeira campanha online para auxiliar as instituições mais vulneráveis assistidas pelo projeto. 

A iniciativa surgiu depois que o coordenador dos projetos do SOS Mater, Luiz Antonio Gerardi Junior, entrou em contato com as instituições para saber como estavam durante o primeiro mês de isolamento. “Todas mostraram preocupação com a situação das famílias nas comunidades onde atuam. Os relatos sempre apontavam para a falta de alimentos, de produtos básicos de higiene e de medidas de prevenção”, diz o coordenador.

Como não havia condições de desenvolver as campanhas presenciais que tradicionalmente são realizadas e envolvem os alunos e familiares, optou-se por fazer uma ação a distância, com a captação de recursos por meio virtual, na plataforma Abacashi. Entre as instituições, a situação mais crítica estava nas comunidades do Cabuçu, que inclui a Creche Chico Mendes, a ONG Ação Vida e a Aldeia Filhos dessa Terra. Além do Cabuçu, foi incluída outra grande comunidade chamada São Rafael.

O passo seguinte, de acordo com Gerardi Junior, foi fazer um levantamento do que seria mais emergencial em cada local. A necessidade dos alimentos foi unânime. No caso da aldeia, havia a questão da higiene e, na creche, as famílias não tinham condições de comprar fraldas. Como as aulas online ainda estavam no início, a campanha não teve a participação direta dos alunos no planejamento e na elaboração das estratégias das ações, mas alguns estudantes ajudaram na divulgação e também com as doações. 

A campanha online contou com a participação de 43 pessoas e arrecadou o valor líquido de R$ 4.060,24, que foi utilizado para a compra de 69 cestas básicas de alimentos, 27 cestas de produtos de higiene e de limpeza e 512 fraldas, que foram distribuídas de acordo com a demanda de cada instituição. “A prioridade foi a Creche Chico Mendes, que atende 240 famílias. Grande parte delas tinha a creche como a principal ou até mesmo a única fonte de alimentação e de cuidados de higiene das crianças”, conta o coordenador.

Segundo Gerardi Junior, uma nova campanha solidária deve ser iniciada até o começo de julho. “Sabemos que nossos esforços são temporários, mas imprescindíveis e muito aguardados pelos que estão em situação de vulnerabilidade. Em breve, iremos ajudar mais famílias.”

Sem Comentários

Postar Um Comentário