Cursinho solidário completa 10 anos e mantém aulas remotas durante a quarentena

Voltado para estudantes de baixa renda que concluíram o Ensino Médio na rede pública, o pré-vestibular tem parceria com o Poliedro Guarulhos e conta com atividades culturais

Em 2020, o projeto do Cursinho Solidário Pré-vestibular do Colégio Mater Amabilis comemora 10 anos de existência. Voltado a estudantes de baixa renda que já concluíram o Ensino Médio na rede pública, ele funciona no próprio colégio, de segunda a sexta-feira, no período noturno e reúne cerca de 45 estudantes. Durante a quarentena, devido à parceria com o cursinho Poliedro Guarulhos, os alunos foram incluídos em uma sala online, com todo o material de videoaulas disponível gratuitamente, para que possam continuar os estudos a distância. 

Luiz Antonio Gerardi Junior, coordenador dos projetos socioambientais (SOS Mater) do colégio, conta que o cursinho surgiu quando alguns professores do Mater, cientes da defasagem que existe no ensino da rede pública em relação aos conteúdos exigidos pelos principais vestibulares, se reuniram para dar aulas voluntariamente e assumir o desafio de preparar esses alunos. “A mantenedora do colégio apoiou o projeto, e o Mater disponibilizou toda a estrutura física necessária para os estudantes”. 

Ao longo desses anos, o cursinho foi se estruturando, e abriu-se a possibilidade para que os pais dos alunos e ex-alunos já formados também pudessem participar como professores. A parceria com o sistema de ensino Poliedro proporciona a doação de 45 kits novos de apostilas todos os anos e disponibiliza as provas para os 13 simulados (em média) realizados durante o ano. 

Desde 2017, além das aulas preparatórias, o projeto assumiu uma identidade mais sociocultural, com os chamados estudos do meio. Eles possibilitam aulas multidisciplinares, em locais como o Museu de Arte de São Paulo (Masp), Pinacoteca, Parque da Luz, Memorial da Resistência, Museu Anchieta (Pateo do Collegio) e cemitério da Consolação, em São Paulo. “Os estudos do meio são abertos para que os alunos possam levar seus familiares, reforçando e ampliando ainda mais nosso objetivo de inclusão cultural”, acrescenta o coordenador. 

Ele explica que, como uma escola associada à Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o Mater Amabilis tem o compromisso de empreender projetos que atendam aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS’s) da ONU, e o cursinho solidário se destaca como um dos principais projetos. Ele cumpre o ODS de número 4, que visa assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos, e a ODS de número 10, que tem como proposta a redução das desigualdades.

 “Nosso cursinho solidário é fundamental para aqueles que precisam se preparar para ingressar no Ensino Superior, seja por meio da política de bolsas integrais, do Prouni, em importantes faculdades particulares ou, preferencialmente, nas tão disputadas universidades públicas”, conclui o coordenador.

Sem Comentários

Postar Um Comentário