Transição do Ensino Fundamental I para o II exige olhar atento e apoio da escola

Mater Amabilis realiza série de iniciativas para alunos do 5º ano se familiarizarem com o novo ciclo

A passagem do Ensino Fundamental I para o Fundamental II representa um período de grandes mudanças para os alunos. A figura do professor polivalente, que costuma ter uma relação de afeto com a turma, sai de cena, o conteúdo se torna mais fragmentado, e as crianças passam a ter contato com diferentes educadores, que ministram as diversas disciplinas. Também há alterações no material pedagógico e na dinâmica de estudo. E, para completar, essa é uma fase especial para os estudantes, que estão deixando a infância e entrando na adolescência. Tudo isso exige maior maturidade e capacidade de organização dos alunos e cabe à escola preparar essa transição e auxiliar os estudantes nesse processo.

“Toda mudança de ciclo gera expectativa, ansiedade e insegurança, não só das crianças, mas dos pais também. Por isso, o colégio considera essencial acompanhar esse momento e dar suporte aos alunos e famílias para que essa passagem ocorra da forma mais natural e tranquila possível”, diz Eunice Tedesco, coordenadora do Ensino Fundamental I do Colégio Mater Amabilis.

Tedesco conta que, no colégio, os alunos do 5º ano vão sendo preparados para essa transição ao longo de todo o ano letivo. Para começarem a se ambientar, eles já assistem às aulas no mesmo andar que as turmas do 6º ano. Alguns professores desse ano, como os de português e matemática, também dão algumas aulas no 5º ano para fazer essa ponte. Também há um alinhamento de conteúdo. Professores e coordenadores das duas séries se reúnem para que a mudança se dê de forma natural.

“A partir do segundo semestre, especialmente, os professores do 5º ano vão conversando com os alunos sobre a nova série, falam das atividades realizadas e mostram vídeos de atividades e passeios para motivá-los e já ir despertando neles a vontade de ir para o 6º ano”, explica a coordenadora.

Os pais também recebem atenção especial. Os professores do 6º ano e a coordenação do Ensino Fundamental II participam da última reunião do 5º ano para contar sobre a nova fase, explicar as novidades que terão, o que também é uma forma de diminuir a ansiedade das famílias.

Um momento muito aguardado pelos alunos do 5º ano é quando recebem a visita dos professores do 6º ano. O objetivo é alunos e professores se conhecerem e vivenciarem uma aula dessa série, como história ou geografia. “Isso é bom para desmistificar, para a criança perceber que não se trata de um bicho de sete cabeças e que ela é capaz de dar conta desse novo desafio”, afirma Tedesco.